Caldeirão do Negão reuniu cerca de 1200 pessoas

Caldeirão do Negão reuniu cerca de 1200 pessoas

É com muita alegria que o Instituto Feira Preta e os realizadores do Caldeirão do Negão dão a notícia sobre o sucesso do evento que ocorreu na Casa das Caldeiras, no último domingo, 20 de novembro.

Com shows de JB Samba, Banda Aláfia, Fernando Ébano, Bukassa, bazar da Marca Feira Preta, desfiles, performances artísticas e exposições, o eventou reuniu cerca 1200 pessoas.

20 de novembro é comemorado o Dia da Consciência Negra, em memória de Zumbi dos Palmares. A data está incluída no calendário escolar e, em 20 de outubro, o Senado aprovou a Lei 12.519, que declara o dia 20 de novembro como feriado nacional, e enviou a proposta para a presidenta Dilma Roussef que a aprovou em 10 de novembro. Este foi o primeiro ano que o Dia de Zumbi dos Palmares e da Consciência Negra foi feriado nacional.

Caldeirão do Negão

Criado de forma coletiva, a ideia do Caldeirão nasceu a partir da junção de diversos artistas e produtores de cultura negra, reunidos durante o Curso de Negócios Culturais Sustentáveis, realizado pelo Instituto Feira Preta, e que reuniu negros empreendedores de diversas áreas, como educação, dança, música, videomakers e designers. Durante o curso, empreendedorismo, sustentabilidade, criação em rede e produção a partir de processos colaborativos deram o tom das reuniões.

O Caldeirão do Negão foi criado com o objetivo de mostrar que hoje é perfeitamente possível para a comunidade negra criar em rede, de forma colaborativa, criando novos relacionamentos e parcerias, além do compartilhamento de ideias e conhecimento.

Link: http://www.caldeiraodonegao.com/

Galeria de Fotos

Share this Story

Related Posts